Royal Air Maroc vai integrar a aliança oneworld

Na passada quarta-feira, a oneworld anunciou que a companhia aérea marroquina Royal Air Maroc vai juntar-se à aliança aérea em meados de 2020, com a subsidiária regional Royal Air Maroc Express a tornar-se, ao mesmo tempo, membro afiliado da oneworld.

A eleição da Royal Air Maroc como membro da aliança foi anunciada no decorrer da reunião de final de ano do conselho directivo da oneworld, que juntou os CEOs das 13 companhias aéreas que a compõem de momento, como a British Airways, Iberia e Qatar Airways, entre outras.

A partir de meados de 2020, a transportadora vai passar a oferecer toda a gama de serviço ao cliente da oneworld, com os membros do programa de fidelização Safar Flyer a poder juntar e usar pontos em todas as companhias membro, com os seus membros topo a poder usufruir dos mais de 650 lounges da aliança em todo o mundo.

Enquanto a Comair, como franquia da British Airways, é membro afiliado da oneworld desde a formação da aliança em 1999, a Royal Air Maroc vai ser a primeira companhia aérea do continente africano a integrar a aliança como membro eleito. Será, também, a primeira transportadora aérea a juntar-se à oneworld como membro eleito desde 2012.

A Royal Air Maroc transportou 7,3 milhões de passageiros em 2017, a bordo de uma frota composta por 55 aviões. A sua rede liga o hub, em Casablanca, a 94 destinos em 49 países em África, Europa, Médio Oriente, América do Norte e do Sul. Uma rede que adicionará 34 destinos em 21 países ao mapa da oneworld, com a sua lista a crescer para 1.069 aeroportos em 178 países e territórios.

Numa estratégia a ser desenvolvida ao longo de cinco anos, a Royal Air Maroc pretende aumentar a sua frota e começar a atransportar 13 milhões de passageiros por ano numa rede que servirá 121 destinos em 68 países. Um plano que adicionará, então, outros 15 destinos em nove países ao mapa da oneworld.

“Quando desvendámos a nossa nova plataforma de associação, a oneworld connect, em Junho, dissemos que no futuro a oneworld ia almejar como membros grandes companhias aéreas, que tenham uma presença significativa no principal mercado alvo da aliança”, explicou Rob Gurney, CEO da oneworld, para sublinhar que “a Royal Air Maroc está a transformar-se numa companhia aérea verdadeiramente global”.

Abdelhamid Addou, CEO da Royal Air Maroc, afirmou que a “Royal Air Maroc está entusiasmada e honrada por ter sido convidada para ser as asas da oneworld em África”, e que “este representa, sem dúvida, um dos mais importantes marcos da nossa história de 60 anos e da nossa jornada para estabelecer a Royal Air Maroc como a principal companhia aérea de África”.