Royal Caribbean lança app que reinventa o exercício de segurança

A App Muster 2.0 permite uma abordagem totalmente nova ao exercício de segurança/master drill, reinventando um processo originalmente projectado para grandes grupos de pessoas, para uma abordagem mais rápida e personalizada.

Com a nova app do Grupo Royal Caribbean, os elementos principais do exercício de segurança, incluindo a revisão do que esperar e para onde ir em caso de emergência, e instruções sobre como usar adequadamente um colete salva-vidas, estão acessíveis aos hóspedes individualmente, substituindo a abordagem de grupo até agora utilizada.

A nova tecnologia será utilizada para ajudar a fornecer informações aos hóspedes através dos seus dispositivos móveis e TVs interactivas no seu camarote. Poderão ser revistas antes de zarpar, eliminando a necessidade dos tradicionais agrupamentos. A nova abordagem promove o distanciamento social a bordo e permite que os hóspedes desfrutam das suas férias sem interrupção.

Depois de rever as informações de segurança individualmente, os convidados concluirão a formação após visita à Estação de Emergência/Assembly Station, onde um membro da tripulação verificará se todas as etapas foram concluídas e responderá a perguntas. Cada uma das etapas terá de ser concluída antes da partida do navio, conforme exigido pelo direito marítimo internacional.

“A saúde e segurança dos nossos hóspedes e tripulantes são a nossa prioridade número um, e o desenvolvimento deste novo Processo de Emergência é uma solução elegante para um processo desactualizado e impopular”, atesta Richard Fain, presidente e CEO do Grupo Royal Caribbean, que acrescenta que a nova solução permite “proteger a saúde, a segurança e a satisfação do hóspede simultaneamente”.

A Muster 2.0 marca a primeira mudança drástica no processo de manutenção da segurança numa década, desde que o Oasis of the Seas da RCI transferiu os coletes salva-vidas dos camarotes dos hóspedes para as estações de emergência, melhorando o processo de evacuação. Integra um conjunto abrangente de protocolos e procedimento que o grupo está a desenvolver juntamente com o Healthy Sail Panel, recentemente criado em colaboração com a Norwegian Cruise Line Holdings Ltd..

Além de introduzir o novo processo de exercício de segurança nos navios das suas próprias companhias, o grupo está a oferecer-se para licenciar a tecnologia patenteada aos operadores de cruzeiros interessados, renunciando as taxas de licança de patentes enquanto o mundo e a indústria enfrentam a actual pandemia.

A aplicação foi testada pela primeira vez no Symphony of the Seas da RCI em Janeiro deste ano. Os hóspedes que participaram no processo de simulação indicaram uma forte preferência pela nova abordagem, relatando também um melhor compreensão e retenção das informações de segurança.