Segunda edição do Revive vai recuperar mais 15 imóveis

O Governo lança esta quinta-feira, 25 de Julho, a segunda edição do Programa Revive que vai integrar mais 15 imóveis. A apresentação está marcada para as 15h00 e terá lugar num dos imóveis que vai integrar a nova lista, o edifício onde funciona o Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia, na Rua da Prata, em Lisboa.

Na mesma altura será também lançado o concurso público para a concessão do Forte da Ínsua, em Caminha, e será anunciada a adjudicação de outro imóvel.

Os 15 novos imóveis irão assim juntar-se aos 33 já conhecidos que integraram a primeira edição do Revive, lançada em 2016. No âmbito da primeira fase deste programa foram lançados, até ao momento, 17 concursos, tendo já sido 7 adjudicados, que representam um investimento superior a 54 milhões de euros, conforme sublinha uma nota enviada à imprensa pelo Gabinete do ministro Adjunto e da Economia.

De referir também que o primeiro imóvel reabilitado ao abrigo do Revive foi o Convento de São Paulo, em Elvas que abriu ao público no passado mês de Junho como unidade hoteleira com a bandeira do grupo Vila Galé.

Programa conjunto dos Ministérios das Economia, Cultura e Finanças, o Revive “promove a recuperação e a requalificação de imóveis públicos classificados que estão sem uso, através da concessão a privados para exploração para fins turísticos”.

O programa, sublinha a mesma informação, “é considerado um “case study” na recuperação de património público”. O modelo deste programa está já a ser “exportado” para vários países de língua portuguesa, nomeadamente, São Tomé e Príncipe, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Angola.

No lançamento da segunda fase do Revive vão estar presentes o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.