Selo “Clean & Safe” alargado às termas

O Selo “Clean & Safe” já está disponível para os estabelecimentos termais. O protocolo foi assinado esta segunda-feira, em cerimónia presidida pela secretária de Estado do Turismo.

Em São Pedro do Sul, onde presidiu à assinatura do protocolo de atribuição destes selos, Rita Marques destacou a importância das termas para a valorização da oferta turística nacional, recordando que, no ano passado, o crescimento deste sector atingiu os 15%. Em Portugal, existem, actualmente, 46 termas activas.
“Acreditamos que o alargamento [do Selo Clean & Safe]] às termas, sector em que Portugal se destaca, será um importante factor de confiança que contribuirá para a atracção de turistas nacionais e internacionais”, afirmou a governante.

O Selo “Clean & Safe” para as Termas de Portugal foi criado pelo Turismo de Portugal em parceria com a Associação das Termas de Portugal (ATP).

Recorde-se que o Turismo de Portugal criou este selo para distinguir as actividades turísticas, e outras relacionadas também com o sector, que asseguram o cumprimento de requisitos de higiene e limpeza para prevenção e controlo da Covid-19 e de outras eventuais infecções, reforçando, assim, a confiança do turista no destino.

Face ao alinhamento dos requisitos deste selo com as boas práticas preconizadas pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), Portugal foi o primeiro país europeu a receber o selo “Safe Travels”, que distingue os procedimentos implementados e as melhores práticas adoptadas para a retoma segura da actividade turística. Este reconhecimento pretende certificar destinos que cumprem regras de higiene e segurança e visa dar confiança aos consumidores e a quem viajar após o levantamento das restrições, distinguindo destinos que cumprem protocolos de saúde e higiene alinhados com os Protocolos de Viagens Seguras emanados pelo WTTC.