Selo “Clean & Safe” vai chegar aos aeroportos nacionais

´Depois dos empreendimentos turísticos, alojamento local, agências de viagens, empresas de animação turística e estabelecimentos de restauração e bebidas, o selo “Clean & Safe” vai agora ser alargado aos aeroportos nacionais, avançando mais um degrau na cadeia de valor do turismo com o objectivo de transmitir confiança ao consumidor.

A notícia foi avançada na sexta-feira por Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, que falava no webinar da Nova SBE “Turismo: a reinvenção de um sector”. Ali, Luís Araújo avançou que já decorrem conversações com a ANA para que o selo criado pelo Turismo de Portugal possa ser ostentado também pelos aeroportos nacionais de forma a garantir uma maior confiança junto dos utilizadores.

Sobre o selo, frisou não ser uma certificação mas algo que “implica a responsabilização de todos”, “um sinal de que estamos preparados para receber qualquer pessoa” que é reforçado pelos manuais de boas práticas já publicados pelas associações empresariais do sector. “A certificação é o último passo”, disse, garantindo que “vai haver fiscalização do Turismo de Portugal e da ASAE” às empresas que ostentam o selo “Clean & Safe”, já que a sua utilização implica o cumprimento de uma série de medidas sanitárias.

Também por isso, o Turismo de Portugal vai duplicar o número de acções de formação sobre o selo “começámos com 2.000 formandos por semana e vamos passar para 4.000. Além disso, em breve será disponibilizada uma plataforma onde os consumidores poderão dar a sua opinião sobre os estabelecimentos “Clean & Safe” que frequentaram.

“Estamos a conseguir transmitir a mensagem que estamos a lidar com situação muito bem e que estamos a preparar o futuro”, garantiu Luís Araújo, sublinhando que “lá fora só falam disso, Portugal tem sido alvo de elogios internacionais pela maneira como estamos a responder pelo sele e pela forma como estamos preocupados em transmitir mensagem relevante a quem quer vir a Portugal”.