Solférias forma mais de 500 agentes de viagens sobre Ásia, Índico e Médio Oriente

O operador turístico Solférias estreou esta quarta-feira, com os destinos Ásia, Índico e Médio Oriente, em acções em Lisboa e no Porto, um novo modelo de formação para os agentes de viagens, em Lisboa e no Porto.

  

  

Neste sentido, o operador dividiu o globo em três momentos e juntaram-se várias áreas de produtos e que têm a ver também com a forma como eles estão divididos dentro da empresa. A formação sobre África está agendada para Junho, e sobre as Américas, em Setembro.

Em declarações ao turisver.com, Ricardo Freixinho, gestor do produto Ásia, Oceano Índico e Médio Oriente do operador turístico disse que “em vez do tradicional roadshow por diversas cidades portuguesas, optou-se por acções apenas em Lisboa e no Porto, centrando-se num momento de formação mais técnica, e outro de workshop com representantes de diversos parceiros, entre companhias aéreas, hotéis, seguradoras e GDS, onde os agentes de viagens poderão, de forma mais descontraída, colocar as suas dúvidas. Os representantes dos diversos destinos em formação usam da palavra durante o jantar, num momento mais institucional”.

Segundo Ricardo Freixinho, que falava ao turisver.com, na acção que decorreu quarta-feira, em Lisboa, “este modelo está a funcionar e a adesão está a ser bastante interessante”. No total, entre Lisboa e Porto, estavam inscritos 550 agentes de viagens.

Embora não tenha adiantando o peso concreto destes destinos no volume de negócios do operador turístico, o gestor de produto da Solférias realçou que “têm tem muita importância até pelo do projecto que me foi colocado para desenvolver, ou seja, a ideia é que tenha cada vez mais, daí o número de produtos que temos estado a acrescentar em cada destino e os próprios destinos dessas zonas do globo que estamos a adicionar à nossa programação”.

Neste caso, evidenciou o potencial de crescimento da Ásia, designadamente a China Continental em circuito com Hong Kong e Macau, mas também o Vietname, Laos e Cambodja, que não constavam da programação e passaram a fazer parte do portefólio do operador.

“Na Índia aumentámos alguns produtos ao nível de circuitos, acrescentámos também Goa, estamos a fazer combinados com as praias do Índico, no Srilanka lançámos alguns circuitos, bem como estamos a programar o Nepal, e as Filipinas. Voltámos a colocar a Austrália com extensões a Nova Zelândia, bem como outros que ainda vamos colocar este ano na nossa programação”, adiantou Ricardo Freixinho.

No entanto, a grande aposta da Solférias são os destinos de praia do Índico, tais como as Maldivas, Maurícia e Seychelles, pelo interesse que suscitam no mercado português, bem como a Polinésia.

Por outro lado, o operador turístico, juntamente com a Emirates, para além do Dubai, começou a dar muita atenção Ras al Khaimah e restantes Emirados Árabes Unidos.