Star Alliance investe em novas tecnologias

Avultados projectos no domínio das tecnologias e futuros padrões operacionais têm luz verde do Conselho dos CEO da Star Alliance reunido em Zurique.

Os CEO das companhias membro da Star Alliance decidiram, na reunião do CEB (Chief Executive Board), avançar com investimentos em novas tecnologias e amplas melhorias ao nível dos processos operacionais, tendo em vista corresponder à evolução das exigências e necessidades dos viajantes nos dias de hoje.

Os novos projectos tecnológicos incluem entre outros, um novo hub de TI da Aliança para tratamento de bagagem, que deverá estar operacional no final deste ano. Trata-se da mais recente de uma série de aplicações do tipo ‘plug and play’ que dão suporte às companhias da aliança na retaguarda ao nível da troca da informação sobre passageiros frequentes, sobre o ‘through check-in de passageiros e bagagens, bem como da prestação de um serviço de maior qualidade aos clientes premium.

Os processos relativos a bagagem são actualmente complicados devido ao facto de a informação relevante se encontrar alojada em muitos sistemas diferentes. Além dos sistemas operados por cada uma das companhias da aliança, cada aeroporto utiliza também o seu sistema de bagagem próprio, tornando altamente complexo todo o processo de localização e recuperação de bagagens em cada um dos sistemas.

Por outro lado, os CEO aprovaram o desenvolvimento de processos estandardizados no âmbito do self-service check-in, das tecnologias para entrega rápida de bagagem nos aeroportos, etiquetagem de bagagem em self-service e validação automatizada de documentação de viagem. Uma vez implementados, esses parâmetros não só proporcionarão um serviço da melhor qualidade seus clientes como reduzirão também os requisitos de infra-estruturas e os custos em Assistência de Handling em todos os 1.300 aeroportos  que a Star Alliance serve hoje.