TAP lança programa stopover e quer trazer 150 mil turistas de longo curso no primeiro ano

Portugal Stopover é o programa que a TAP lançou esta terça-feira em Lisboa. O objectivo é motivar, através de preços exclusivos, motivar os passageiros de longo curso que viajam na transportadora aérea portuguesa para Lisboa ou Porto, a aproveitar a passagem por Portugal para aproveitar o país até três dias.

Com os slogans “Descubra Portugal a meio caminho” e “Trazemos o mundo a conhecer Portugal”, o programa, cujo manifesto foi assinado entre a TAP e os primeiros 150 parceiros da actividade turística, prevê trazer a Portugal 150 mil turistas, nos Estados Unidos, Brasil e África, no primeiro ano, dobrando para 300 mil turistas em 2018, e com um potencial impacto para a economia nacional de 150 milhões de euros nos próximos três anos.

Os passageiros têm acesso a este conjunto de preços especiais em hotéis, restaurantes e uma série de experiências nas regiões de Lisboa e do Porto, através do site portugalstopover@flaytap.com, e de uma aplicação móvel. Neste caso, o passageiro recebe um cartão identificativo com o qual se apresentará junto dos parceiros.

A cerimónia de assinatura do manifestou contou com as presenças de vários membros da administração da TAP, do Governo, e das associações empresariais ligadas ao turismo.

Na ocasião, Fernando Pinto realçou a aposta que a TAP está a fazer principalmente nos Estados Unidos com o lançamento de novos destinos, lembrando estudos que dizem que 27 milhões de norte-americanos irão chegar este ano à Europa e “acreditamos que uma grande parcela virá a Portugal”, aproveitando assim este conjunto de vantagens agora lançado.

O presidente da TAP referiu ainda que “queremos recebe-los com os nossos melhores produtos”. Daí a chegada, a partir do final do próximo ano, de 53 novos aviões que vão proporcionar novas experiências a bordo.

Para o presidente da CML, Fernando Medina, Lisboa vai ser capaz de receber bem estes turistas, “investindo na qualificação da oferta e na autenticidade”.