Thomas Cook amplia negócio na Índia com aquisição da Kuoni

A Thomas Cook está a expandir os seus negócios na Índia com a aquisição de novas empresas, não só naquele país, mas também em Hong Kong. Um dos maiores operadores turísticos mundiais acaba de comprar as empresas da Kuoni da Índia e de Hong Kong, após ter adquirido, em Fevereiro último o grupo indiano de time-share, Sterling Holidays.

Com duas aquisições em ano e meio, o mais antigo operador de viagens presente na Índia, está a posicionar-se como líder de viagens de e para aquele destino e a crescer o foco no seu negócio digital. Estes dois factores fazem parte de uma estratégia com vista a atingir segmentos emergentes, como a terceira idade e crianças em idade escolar no país. Assim, a Thomas Cook Índia está a montar uma grande operação de indústria de viagens na Índia, destino que, de acordo com o Conselho Mundial de Turismo e Viagens, contribuiu com mais de 7 trilhões de rupias para a economia indiana em 2014. Além disso, a indústria de viagens e turismo deverá crescer 7,5 por cento em 2015, face ao ano anterior.

Estas novas aquisições, com uso vitalício da marca SOTC (incluindo SITA), na Índia, e as marcas Kuoni na Índia durante um ano, e em Hong Kong durante cinco anos, estão pendentes, aguardando aprovações regulamentares.