Turismo do Porto e Norte deverá ter novo presidente antes do Natal

O presidente da Assembleia Geral da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Eduardo Vítor Rodrigues, tenciona convocar uma reunião extraordinária desta entidade para que “até ao final da primeira quinzena de Dezembro” sejam realizadas eleições para a Entidade Regional e o Turismo do Porto e Norte possa ter um novo presidente.

Em declarações à agência Lusa, Eduardo Rodrigues assumiu que “aquilo que vai acontecer é muito claramente a convocação na próxima semana de uma assembleia geral extraordinária e a proposta que farei passa por um ato eleitoral extraordinário”. Esta decisão, explicou, não se prende com “nenhuma condenação prévia”, nem “nenhum juízo jurídico sobre o actual presidente [Melchior Moreira], mas apenas o reconhecimento de que nas actuais circunstâncias a TPNP não consegue continuar”.

Para Eduardo Vítor Rodrigues, “tem que haver uma solução que passa por um ato eleitoral”, que permita que a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte “volte à normalidade”. Se a sua proposta para eleições extraordinárias for aceite, o acto eleitoral deverá acontecer  “até ao final da primeira quinzena de Dezembro de 2018”, havendo, a partir daí,  “um novo presidente”.

Recorde-se que o actual presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Melchior Moreira, que tinha sido reeleito em Junho para um novo mandato de cinco anos, é um dos cinco suspeitos de uma alegada viciação de procedimentos de contratação pública, encontrando-se em prisão preventiva.

Segundo avançou também a agência Lusa, a Comissão Executiva da Turismo do Porto e Norte de Portugal, composta por Jorge Magalhães, vice-presidente da TPNP e pelos vogais Joaquim Ribeiro, da AHRESP, Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira e Rui Santos, presidente da Câmara de Vila Real, vão reunir-se no próximo dia 7 de Novembro para “discutir a situação actual” da Entidade Regional.