Turismo em Lisboa tem receita bruta de 3.500 milhões de euros por ano

O turismo em Lisboa já vale 3.500 milhões de euros por ano em receita bruta, de acordo com Fernando Medina, que diz também que o sector na capital, do ponto de vista da exportação, é actualmente superior às vendas ao exterior do sector do calçado.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa e também da ATL, que usava da palavra na mesa-redonda “Cidade e Turismo: retalho, um activo turístico”, no âmbito do VI Congresso da APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, sob o mote “Crescer com o consumidor”, evidenciou que “o sector do turismo em Lisboa, do ponto de vista da exportação, se considerarmos a venda que é feita a estrangeiros que chegam hoje a Lisboa, é superior a todo o sector do calçado”.

Por sua vez, o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, destacou o que é o melhor retalho para o turismo, realçando três pontos. O primeiro, disse, é “a questão da experiência”, a segunda é “a complementaridade”, percebendo que “o retalho não é só a Avenida da Liberdade ou a Baixa” e, por último, “estar atento ao novo consumidor”.

Na mesma sessão, Renato Lira Leite, director-geral da Global Blue Portugal, considerou que a grande distribuição não está ainda orientada para o turismo de compras, enquanto para o vice-presidente da TAP, Luiz Mór, “uma cidade boa para o turismo tem de ser boa para o morador”.