Turismo de Marrocos homenageou Diamantino Pereira

A homenagem, singela mas sentida de ambas as partes, aconteceu esta quinta-feira durante o habitual jantar de confraternização que a Delegação do Turismo de Marrocos em Portugal realiza todos os finais de ano, em que junta parceiros, amigos e imprensa.

No momento em que como é já conhecido, Diamantino Pereira cessa funções na Abreu, Abdellatif Achachi, director-geral do Turismo de Marrocos em Portugal, não quis deixar passar a oportunidade de o homenagear, não apenas “pelos 37 anos que devotou ao turismo”, pelo “contributo ao desenvolvimento” da actividade turística, em Portugal como em vários destinos, por ser um “perito de turismo” e por ter “contribuído para o aumento dos fluxos turísticos para Marrocos, tanto à partida de Portugal como do Brasil”. E, acima de tudo, por ser “um amigo de Marrocos”.

Nas breves palavras dirigidas aos presentes, Diamantino Pereira confessou ter uma “relação muito especial com Marrocos”. Disse mesmo que “falar de Marrocos é falar do melhor amigo, só encontramos virtudes apesar dos defeitos que ele tenha. Portanto, em Marrocos só encontro virtudes”.

Diamantino Pereira falou da sua “cumplicidade” com o destino Marrocos, afirmando que ele vai muito além da associação à sua actividade na Abreu, embora lembrasse que ali se começou a programar Marrocos há várias décadas, contribuindo para o sucesso que foi Agadir, primeiro, e mais recentemente Saidia.

A Marraquexe, confessou, ligam-nos laços de afecto e de amizade muito profundos e inesquecíveis. Tanto assim que “a minha próxima viagem vai ser com a minha neta Carolina e vai ser a Marraquexe”.