Turismo na Nazaré cresce nos últimos 5 anos

O turismo na Nazaré está em alta. A hotelaria alcança actualmente, no Inverno, “uma facturação 50% acima do normal”, tal como a restauração, que regista uma subida entre os “20% e os 50%”, atraindo uma clientela “que gasta mais dinheiro”, revelou o presidente da autarquia.

Em declarações à agência Lusa,Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal da Nazaré, reconhece na onda “um activo” que nos últimos cinco anos trouxe não só reconhecimento mediático, atraindo surfistas de todo o mundo durante a temporada de ondas grandes, como “impactos económicos visíveis”. Efectivamente, há precisamente cinco anos a maior onda do mundo, com cerca de 30 metros, surfada na Praia Grande, que valeu a Garrett McNamara um recorde do mundo e consagrou a Nazaré como destino de ondas gigantes atrai cada vez mais turistas à vila onde o surf faz crescer a economia. O feito difundido pelas cadeias CNN e BBC, tornando a Nazaré conhecida mundialmente.

De acordo com o autarca, o aumento dos turistas é igualmente visível no ascensor — de ligação entre a Nazaré e o Sítio – que, “em 2013, transportou cerca de 600 mil passageiros e, em 2015, chegou aos 840 mil”. Até Setembro deste ano registou “805 mil passageiros”.

O farol [sede dos projectos ligados às ondas] registou 125 mil visitantes, em 2015, número que a Câmara não tem dúvidas de que será ultrapassado este ano, podendo atingir os 200 mil pagantes. A marca “Praia do Norte”, que comercializa produtos ligados ao marketing das ondas e do surf, atingiu vendas na ordem dos 30 mil euros e, estima Walter Chicharro, tem potencial para, a muito breve prazo, chegar aos 100 a 150 mil euros de vendas anuais.