UAlg integra projecto para promover turismo sustentável

Denominado “SuSTowns – enhancing SUStainable tourism attraction in small fascinating med TOWNS”, o projecto, que inclui 10 parceiros, entre os quais se conta a Universidade do Algarve, vai ser executado em sete países. A UAlg escolheu Lagos para a sua intervenção.

Eslovénia, Grécia, Albânia, Itália, Espanha, Croácia e Portugal são os países em que vai ser desenvolvido este projecto de turismo sustentável que visa “intervir na definição de programas e políticas no sentido de promover um turismo sustentável e de qualidade, preservando as tradições locais e o património cultural”, segundo divulgado pela Universidade do Algarve.

A mesma instituição explica que com este projecto pretende-se ainda “intervir na definição dos fluxos turísticos desejados” garantindo que estes são os mais elevados possível mas não impliquem alteração de ecossistemas “promovendo, assim, um turismo sustentável e de qualidade”.

Os resultados esperados constituem um conjunto de ferramentas de gestão e planeamento do Turismo no Mediterrâneo que promovam certos destinos turísticos e, simultaneamente, evitem o seu declínio, preservando as tradições locais e o património cultural.

A Universidade do Algarve escolheu Lagos como a cidade onde irá intervir. Será elaborado um modelo de turismo sustentável que, através de planos de acção locais, permitirá enfrentar/impedir o declínio do turismo nesta cidade.

A cidade de Lagos, “com este projecto, terá ao seu dispor uma ferramenta que lhe permite gerir e planear o seu fluxo turístico com a certeza de estar devidamente dimensionado, potencializando a sua receita, mas sem colocar em causa o seu património local e sem interferir na qualidade de vida dos seus habitantes”, referem os investigadores, citados na informação da Universidade.