UAlg integra projecto TrailGazersBid

A Universidade do Algarve participa no projecto europeu “TrailGazersBid – An analytical & technical Framework to measure returs from trail investment”, que promove trilhos de sustentabilidade turística.

O projecto, que conta com 10 parceiros da Irlanda, Reino Unido, Espanha, Portugal e França, pretende avaliar os impactos socioeconómicos do investimento em infra-estruturas que podem contribuir para o desenvolvimento sustentável de pequenas comunidades rurais, aumentando o número de turistas e protegendo, simultaneamente, o património natural e cultural que o visitante irá desfrutar.

Nos últimos anos o turismo de experiência tem tido um crescimento significativo, com os viajantes a valorizar o modo de vida que lugares escondidos podem oferecer, querendo aprender sobre a história local, paisagens culturais e naturais e embarcar em viagens de auto-descoberta. Regista-se, também, um aumento no número de turistas que apreciam os percursos pedestres das regiões da Área Atlântica.

O crescimento das actividades de caminhada e lazer na natureza têm um enorme potencial para gerar rendimentos para as zonas rurais, ajudar a criar mais emprego nos sectores hoteleiro e de lazer, reforçando simultaneamente a atractividade das regiões de baixa densidade como locais para viver.

Este projecto proporcionará a oportunidade de colaboração com os intervenientes locais e regionais, para o desenvolvimento de novas iniciativas de turismo, através de experiências virtuais, que irão mostrar a oferta das regiões a nível e bens naturais e culturais para públicos mais amplos. Possibilitará, ainda, a realização de planos de gestão de destinos turísticos sustentáveis para proteger as áreas naturais e culturais que o turista visita.

Liderada pelo investigador Thomas Panagopoulos, a equipa de da UAlg integra o Centro de Investigação em Turismo, Sustentabilidade e Bem-estar – CinTurs, que recentemente obteve a classificação global de “Muito Bom”, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. O TrailGazersBid é co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa Interreg Espaço Atlântico.