Viana do Castelo quer Minho a liderar a TPNP

O presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, defende que o Minho é a região “mais vibrante” do Norte do país para liderar a Turismo Porto e Norte de Portugal (TPNP), que vai a votos a 18 de Janeiro, após a queda da comissão executiva.

“Estava na altura de ser alguém da região do Minho a assumir a liderança da TPNP”, afirmou o presidente do município, em declarações à Lusa, justificando a proposta com o desenvolvimento “acentuado” que o Alto Minho, o Baixo Minho, a zona do Cávado e do Ave tiveram nos últimos anos na área do turismo, com investimentos privado e público.

O autarca de Viana do Castelo e líder da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho disse estar a “veicular o pensamento de muitas pessoas da região que entendem que a região do Minho não foi bem tratada como gostariam no contexto regional”.

“Atendendo ao bom desempenho que todas as actividades económicas, associações, autarquias, entidades intermunicipais têm feito ao longo destes últimos anos, com crescimento das exportações, do número de alojamento, de estadias na região, acho que faria todo o sentido ser agora a vez de alguém do Minho liderar o TPNP”, realçou, para acrescentar que “há pessoas com capacidade, que estão à frente de instituições que já têm dado provas de que podem fazer esse trabalho”.

Refira-se que no passado dia 5 de Dezembro, três dos cinco elementos da comissão executiva da TPNP apresentaram a sua demissão, provocando a marcação de eleições antecipadas para 18 de Janeiro. O presidente da Mesa da Assembleia Geral, Eduardo Vítor Rodrigues, também apresentou a demissão, pelo que aquele órgão também vai a votos na mesma data.