WTM 2015: Ingleses organizam férias com base no terrorismo

O medo de potenciais ataques terroristas é cada vez mais um factor predominante no que diz respeito à escolha do destino de férias por parte dos viajantes ingleses, segundo o Relatório WTM de Tendências Globais.

Segundo o relatório, que se baseou em entrevistas a mais de 1000 turistas, 61% dos que optaram por fazer férias no seu próprio país, neste caso o Reino Unido, fizeram-no precisamente por medo de eventuais ataques terroristas em outros destinos. Este factor encontra-se apenas em terceiro lugar, imediatamente após razões económicas ou relacionadas com a meteorologia.

Quatro em cada 10 entrevistados afirma que nas suas férias no estrangeiro não conseguiu relaxar na totalidade após ter sido noticiado o ataque na Tunísia, em que 38 pessoas foram mortas. Um em cada cinco, o que corresponde a 22%, diz ter estado extremamente preocupado com o terrorismo e 18% muito preocupados.

O relatório analisou sete áreas fundamentais, nomeadamente o optimismo na indústria, destinos emergentes, turismo responsável, turismo desportivo, aviação, tendências de reserva e experiências dos viajantes do Reino Unido.