WTTC: 50% dos empregos do sector do turismo em risco

O último estudo realizado pelo World Travel & Tourism Council avança que 50% dos empregos no sector das viagens e turismo, até 75 milhões de postos de trabalho, se encontram em risco devido ao impacto da pandemia de Covid-19.

A projecção apresentada pelo WTTC representa uma tendência preocupante, com uma média de um milhão de empregos a ser perdidos diariamente. O estudo mostra também uma potencial perda de 2,1 milhões de milhões de dólares no PIB da viagens e turismo. Na Europa, concretamente, prevê que estejam em risco 10 milhões de postos de trabalho, projectando um prejuízo total de 552 mil milhões de dólares. Os países que deverão ser mais afectados por esta crise devem ser o Brasil, Reino Unido, Itália, Alemanha, França, Japão, Indonésia e Índia.

“O número de empregos em risco no sector global das viagens e turismo é de 75 milhões, o que traz reais e profundas preocupações a milhões de famílias em todo o mundo”, afirma Gloria Guevara. Na opinião da presidente e CEO do WTTC estes dados “representam um atraso colectivo de vários governos à volta do mundo em reagir rápido o suficiente para ajudar o sector que é a coluna da economia global”.

Gloria Guevara pede “acção urgente”, para que o sector não sofra um “colapso económico”. Acredita que a inacção trará um impacto negativo ao sector a nível mundial, mas o ‘efeito dominó’ resultará em perdas em toda a cadeia de valor. “Convocamos todos os que se encontram em posições de poder a ajudar quem está impotente e promulgar políticas para apoiar um sector que é a força motriz da economia global e responsável por gerar um em cada cinco novos empregos”, conclui.