WTTC: cidades representam 681 mil milhões de dólares do PIB do turismo

O World Travel & Tourism Council lançou recentemente o relatório City Travel & Tourism Economic Impact para 2019, que mostra que as cidades representam 681 mil milhões de dólares do PIB directo das viagens e turismo, correspondendo a 25% do valor total do PIB do sector.

O relatório anual, que se foca em 73 das maiores cidades destino, revela que as cidades se tornaram hubs para o crescimento económico global e inovação. Em 2018 o PIB directo das viagens e turismo em cidades cresceu em 3,6%, acima do crescimento da economia global de 3%. No top 3 das cidades que mais contribuíram para este crescimento está Xangai, Paris e Orlando. O turismo internacional representou cerca de metade (45%) dos gastos com o turismo nas 73 cidades onde decorreu o estudo.

O relatório revela também que todas as 10 cidades que mais contribuem para o crescimento directo do PIB relacionado com viagens e turismo na última década, à excepção de uma, se localizam em economias emergentes, como a China, Turquia e Filipinas. Na projecção 2018-2028 este cenário mantém-se, olhando para países como Marrocos, Índia, Vietname e Indonésia.

De acordo com o relatório, as cidades onde se nota excesso de procura doméstica ou procura internacional estão mais expostos a choques económicos e geopolíticos. Cidades mais dependentes de determinados mercados emissores estão mais vulneráveis a problemas externos. Segundo o WTTC o ideal seria uma procura com um rácio de 50/50 dando como exemplo cidades como Cancún, Munique, Cairo e Nova Iorque.

“Atingir um crescimento sustentável do turismo nas cidades requer um alcance muito maior que o sector em si, que se estenda à agenda urbana geral”, atesta Gloria Guevara, presidente e CEO da WTTC, que acrescenta que “o sector do turismo e das viagens tem de ser integrado em todos os aspectos do planeamento de uma cidade”.