WTTC revê em alta o impacto negativo da Covid-19 no turismo

Segundo a última avaliação do Conselho Mundial das Viagens e Turismo, o sector poderá ter de lidar com a perda de mais de 100 milhões de postos de trabalho, numa revisão que fez crescer este número em 30% comparativamente com a estimativa lançada do mês anterior.

O WTTC tinha já avisado os responsáveis pelas pastas do turismo do G20 relativamente a este número em crescendo. Dos 100,8 milhões de postos de trabalho em risco, 75 milhões correspondem a empregos nos países do Grupo dos 20. A análise do Conselho mostra também uma rápida evolução do prejuízo na economia mundial, a chegar agora aos 2,7 milhões de milhões de dólares no PIB.

Segundo o WTTC, o impacto da Covid-19 tem levado, já, a uma perda diária de mais de um milhão de postos de trabalho. Na Europa prevê-se um prejuízo de 708,5 mil milhões de dólares no contributo para o PIB, bem como a perda de 13 milhões de postos de trabalho. “Esta é uma variação impressionante e profundamente preocupante em tão pouco tempo”, assevera Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC.

A responsável atesta que “todo o ciclo do turismo tem sido dizimado pela pandemia”, acrescentando que “nós alertámos os ministros do Turismo do G20, que se reuniram a 24 de Abril, para a profundidade desta crise e aconselhámos em como os governos devem intervir rapidamente para apoiar e proteger o sector”. Ler mais [aqui]. “As viagens e o turismo são a espinha dorsal da economia mundial”, relembra Gloria Guevara.