XI Convenção da GEA de olhos postos no crescimento

A XI Convenção da GEA que terminou no domingo em Évora, contou com a participação de 160 agências de viagens do grupo que integra actualmente 277 agências, mais 27 que no início dos anos da crise, e 403 balcões.

Era esperado que o ponto alto dos trabalhos da Convenção fosse protagonizado pela mesa redonda que teria como interveniente fornecedores, representantes de operadores turísticos e agências de viagens do grupo. No entanto este debate pouco adiantou face ao que tem vindo a ser discutido nos últimos anos em diversos fóruns.

Segundo Pedro Gordon director-geral da GEA em Portugal, o debate ficou “preso na discussão das comissões, quando outros aspectos seriam importantes serem discutidos”.
Um painel que acabou por ter uma audiência atenta foi o da apresentação de case studies de agências de viagens que apresentaram diferentes segmentos de negócios que trazem mais rentabilidade e garantem maior penetração no mercado, em especial junto do cliente final. O habitual workshop contou com meia centena de fornecedores das diferentes áreas e segmentos do turismo.

Na sessão interna de trabalhos com que teve início esta XI Convenção da GEA estiveram em análise assuntos como as vendas globais do grupo por fornecedores, destinos e áreas, a evolução das webpages da Optigest, as alterações a fazer na página web da Mundigea com a introdução de novas funcionalidades como o pacote dinâmico, e ainda o motor de busca dos cruzeiros, entre outros assuntos.