Inquérito da Yotel projecta hotel do futuro

A Yotel realizou um inquérito a viajantes britânicos que revelaram o que esperam dos hotéis do futuro. Em 2050 prevê-se que o quarto de hotel ofereça serviço de quartos intuitivo e espelhos interactivos, entre outras características.

A maioria dos inquiridos (88%) prevê que daqui a 30 anos cessem de existir chaves tradicionais, dando-se prioridade ao reconhecimento facial para acesso ao quarto. Do total, 81% espera que exista realidade aumentada para poder falar ‘cara-a-cara’ com amigos e família e 79% espera serviço de quartos intuitivo.

Aparte toda a tecnologia que se prevê estar disponível em 2050, dos viajantes britânicos inquiridos pela Yotel, 73% acredita continuar a dar prioridade à qualidade da cama e 53% à da casa de banho do seu quarto de hotel. Os dados vieram “confirmar a nossa crença central que a tecnologia eficiente e útil deve complementar uma estadia excepcional”, afirma Hubert Viriot, CEO da Yotel.

No futuro, a sustentabilidade continuará no top of mind dos viajantes, com 69% a afirmar que não quer ver a existência de plásticos de utilização única no seu hotel. Uma maioria acredita que a cama deveria retrair para o tecto, para aproveitar o espaço disponibilizado pela mesma durante o dia, enquanto 72% gostaria que a cama utilizasse Inteligência Artificial para monitorar a sua saúde.

A janela do quarto de hotel do futuro deverá ser também uma tela gigante interactiva, ao passo que os espelhos deverão ser também interactivos, permitindo que os hóspedes experimentem virtualmente diferentes estilos de cabelo, roupa e maquilhagem. Do total, 74% quer um concierge virtual personalizado.